Como é feita a perícia grafoscópica ?

Data: 02/07/2019 | Fonte: Perícia Grafotécnica SP

A perícia grafoscopica tem como objetivo averiguar a autenticidade de textos ou assinaturas feitas a mão. É uma técnica cientifica e confiável e que ajuda a solucionar diversos processos judiciais.

As pessoas leigas usualmente concluem que determinada escrita é original quando as letras são exatamente iguais. Isso é um erro básico, pois a assinatura de uma mesma pessoa nunca será exatamente igual, e quando isso acontece é fato que ocorreu a falsificação da assinatura.

Como é feita a perícia grafoscopica?

Na perícia grafoscopica (ou perícia grafotécnica) a preocupação inicial é avaliar a integridade do documento, seu estado de conservação e alguns detalhes, como por exemplo, as dobras existentes, para determinar se elas antecedem o se foram originas posteriormente ao registro do conteúdo.

Como é feita a perícia grafoscópica

Como é feita a perícia grafoscópica


O perito em grafoscopia também irá analisar manchas e rasgos. Após essa análise preliminar é iniciada a avaliação da letra em si. Não será observado apenas o formato, mas também os movimentos, a força aplicada no escrito, os hábitos ao escrever e também as variações e semelhanças com a letra original.

O próximo passo é a confecção de um laudo pericial que é feito de forma imparcial e contém a exposição de todos os fatores que levaram o perito grafotécnico a sua conclusão quanto à autenticidade da escrita. O laudo deve apresentar um linguajar direto e objetivo.

É importante lembrar que a grafoscopia é muito diferente da grafologia. Ambas estão relacionadas a analise da caligrafia, porém, enquanto a grafoscopia é uma análise forense destinada a atestar a ocorrência ou não de tentativa de fraude, a grafologia utiliza a análise da escrita do individuo para traçar seu perfil psicológico.

Quando a perícia garfoscopica é necessária?

É muito comum que a pericia seja requerida em processos judiciais, para casos em que seja necessário validação e documentos ou provas.

A técnica é inclusive muito útil em situações que requerem o reconhecimento da autenticidade de documentos muito antigos, quando não há outra forma de validação e os registros já se perderam.

Nessas circunstancias, a grafoscopia se apresenta muitas vezes como a única solução, pois a letra mantém as particularidades de cada pessoa independente do tempo.

Perito em Grafoscopia

Perito em Grafoscopia


Quem pode fazer a pericia grafoscopica?

A perícia grafoscopica é realizada pelo perito grafotécnico. Ele é capaz de analisar as diversas características da escrita e determinar sua autenticidade de forma profissional e objetiva.

Quando iniciamos nosso aprendizado de escrita, somos exercitados para reproduzir uma mesma forma caligráfica sempre. Entretanto, com o passar dos tempos nossa escrita tende a adquirir individualidades decorrentes de vários fatores como os floreios, o tônus muscular e os gostos pessoais.

Essas alterações acabam se tornando uma marca registrada na escrita de cada pessoa, por isso, podemos dizer que cada escrita é tão única quanto uma impressão digital.

Questões como qualidade do papel, instrumento utilizado para escrita, superfície de apoio no momento da assinatura e doenças, podem fazer com que a caligrafia se altere, mas ainda assim, ela mantém características únicas e que permitem ao perito determinar se ela é original ou não.

O perito consegue avaliar até mesmo se a assinatura foi realizada sobre coerção, com alguém guiando a mão do individuo, por exemplo. Ou ainda, se assinatura foi feita quando a pessoa estava sobre influência do uso de drogas.

As variáveis são inúmeras e o perito grafotécnico precisa estar atento a todas elas. Por isso, é essencial que ele seja capacitado e devidamente certificado, com todo o conhecimento técnico requerido.

Como contratar uma Perícia Grafoscópica

Para contratar uma Perícia Grafoscópica ligue para (17) 3033-4422 ou clique aqui para fazer um orçamento sem compromisso.

Realizamos perícia grafoscópica em todo o país.


Mais notícias...